Queridos Todos!
 
Inspirada Lua Nova de Peixes! Esta belíssima lunação com 4 planetas em Peixes, o signo do Amor incondicional, tem uma elevada vibração propondo-nos, talvez, o mais elevado nível de proximidade com o nosso Eu essencial –Self  – e a maior integração que jamais pudemos alcançar entre as diversas partes da nossa psique. É O MOMENTO de deixarmos ir o passado! – LET IT GO!! LET IT GO!! Como no filme FROZEN, (cuja musica acabou de ganhar um Óscar):  http://www.youtube.com/watch?v=moSFlvxnbgk 

Frozen

Quando a princesa finalmente assume a sua magia e a sua essência, a transformação acontece. É o momento de fazermos o luto do que foi, e do que poderia ter sido e nunca aconteceu. Deixa ir velhas certezas caducas, auto imagens como cascas velhas que não têm poder algum de te acrescentar vida e sentido. Deixa ir expetativas de quem “achas” que devias ser e deixar que a inspiração espiritual e a Imaginação divinas, através da linguagem que a tua Alma fala no teu coração e nos teus sonhos, te devolva um vislumbre do paraíso perdido e reconquistado, o Graal da tua existência, a tua plena realização e completude, afinal!

Ainda estamos a ser “cozidos” no caldeirão da quadratura de Urano-Plutão, que atinge o seu penúltimo (6 de 7) ápice em Abril – tempos de mudança …olhem para o mundo. Vozes levantam-se em todas as áreas, as pessoas unem-se para assumir o seu poder frente a estruturas/líderes patriarcais implacáveis. NÓS SOMOS a mudança que queremos ver acontecer. Começamos hoje? 

 lua nova peixisA maior cura vem da conexão direta com a nutrição da Alma (Quíron em Peixes em trígono a Júpiter em Caranguejo). Aproxima-te pois do que te alimenta, orienta e expande! Sente quem nasceste para Ser e abre-te aos arquétipos do Self: o Louco, com a sua divina sabedoria, que te ensina a coragem de percorrer o “CAMINHO MENOS PERCORRIDO” ou o Sábio que te sussurra: “Escuta o teu coração e pratica o desapego…Vê a tua Verdade para além da ilusão…”, ou o Mágico que te inspira a Alquimia da metamorfose e a magia dos elementos que são remisturados no novo puzzle, o teu novo mito, livre dos velhos complexos auto sabotadores. O mapa desta lunação diz que é tempo de te abrires a novas ideias, de revelar o potencial ainda não manifesto, cooperando com os outros a partir da verdade da nossa profunda interdependência para cocriarmos juntos novas soluções e recebermos as orientações capazes de beneficiar todos. Peixes é o apelo dos arquétipos, divinos, oceânicos, que no silêncio do nosso inconsciente coletivo revelam os padrões míticos que orientam a nossa energia para que juntos possamos contar uma nova história – individual e global. Dedica tempo à meditação, às artes, à reflexão e aos teus sonhos…abre-te ao aparente caos Pisciano, que os poetas, os artistas, os místicos e os amantes tão bem conhecem, para poderes navegar as águas interiores que têm poder de te mover – comover e batizar numa nova atitude, participação, relação e vida! Como será quando nos ligarmos à Imaginação divina através da nossa Alma e descobrirmos a sabedoria que nos ajuda a curar feridas e a descobrir mais sentido e propósito?
Peixes simboliza a Terra Prometida, a reconquista do Paraíso perdido; simboliza o nosso retorno à unidade, ao Self. O mito do Êxodo no Antigo Testamento retrata esta jornada do Herói/Heroína que somos nós. Desde a queda do Paraíso- qualquer mudança profunda na vida – até à sua reconquista – a metamorfose da integração, tornarmo-nos na pessoa que nascemos para Ser, o desdobrar do nosso potencial e a manifestação crescente do nosso destino. Como o faraó que não os queria deixar partir do Egito, também temos forças regressivas na nossa psique tentando manter-nos quietos nos lugares, relações e vidas que conhecemos, tão pseudo seguras e bafientas, tão aprisionantes e mortas… como Moisés, temos um Herói interno, uma voz que nos instiga a atravessar o oceano, a acreditar em nós sem sabermos bem quem podemos ser… e um dia partimos à aventura. Na esperança de receber o maná que cairá do céu, atravessamos o deserto como os hebreus, e temos momentos, também como eles, em que o caminho se torna tão árduo que queremos voltar atrás – à segurança-zombie onde vivíamos. Culpamos Moisés, ou seja, os nossos ideais, a nossa Alma, o nosso romantismo, a nossa criança interior ingénua. Mas a Vida sempre testa a nossa coragem e todas as lições que aprendemos na teoria. Peixes lembra-nos a fundamentalidade da paciência, da aceitação, da compaixão por nós mesmos, que precisamos de ter quando no deserto, a travessia se torna árdua. E no final, sempre veio o maná do céu –  o espírito – e alcançaram a Terra Prometida, essa nova consciência onde um novo Homem e uma Nova Mulher dão à sociedade a nova expressão da sua identidade forjada na longa Jornada! Tenham um excelente mês, inspirado nesta consciência.
 
 Na próxima sexta feira 7 Março pelas 21H30 estarei novamente na SIC CARAS (Canal 14 da ZON) para falar do Mapa astral das pessoas nascidas no dia da Mulher, 8 de Março.
 Vera Passadeira vermelha 23 fev 2014

Tenho também o maior prazer de anunciar a abertura a NOVAS ALUNAS, do grupo da FORMAÇÃO de FACILITADORAS da FEMINITUDE CONSCIENTE© e SAGRADO FEMININO!

No equinócio da Primavera, a partir de dia 24 Março, podem juntar-se ao maravilhoso grupo e a esta fascinante viagem. Abaixo constam alguns testemunhos das alunas, que eu agradeço do meu coração, e com quem tenho o privilégio de partilhar o Caminho e uma sinopse dos aspetos a trabalhar até Junho. Aproveitem e sejam muito bem-vindas!

Abraço doce,
Vera

FORMAÇÃO de FACILITADORAS da FEMINITUDE CONSCIENTE© e SAGRADO FEMININO  ©Todos os direitos reservados.

Corpo de mulher, sabedoria de mulher, psicologia de mulher   
De 24 Março a 30 Junho 2014
1 – Participação presencial: todas as segundas (quatro sessões mensais, exceto feriados) entre as 19H00-21H30. Local: Centro New Freedom, R. do Centro Cultural, nº 10 – 3º (Alvalade) Lisboa.

      2 – Participação online (com tutoria via Skype).
 
ABERTAS AS INSCRIÇÕES – VAGAS LIMITADAS

Para garantir a sua participação, uma vez que as vagas são muito limitadas, peça por favor a sua Ficha de Inscrição para o email: Vera Faria Leal harmoniaviva@gmail.com

  TESTEMUNHOS:

«As melhores essências são suaves, contudo penetrantes e inesquecíveis.
É impossível esquecer o aroma pessoal dos nossos filhos, o perfume de uma rosa, de um bolo de chocolate acabado de fazer, de um chá de canela, da bruma do mar…. Este curso (e a Vera), é uma inspiração para  me tornar no MEU PERFUME. Para me encontrar dentro de mim, para me conhecer e aventurar-me nas minhas trevas e luz, para que possa acordar e adormecer com equilíbrio e plenitude e ser sempre forte e dócil.
 PERFUMADA.»
 MJoão Terapeuta, Coach Transpessoal, Professora de Yoga, Facilitadora Método Louise Hay
 
 Vim para este círculo, para esta formação, já com alguma consciência do que é ser Mulher, Mulher que se quer assumir na sua inteireza de corpo, emoções, mente e espírito, que quer trilhar o caminho da Deusa e abraçar a sua condição de sacerdotisa. Por isso disposta a aprender.
E o caminho, até agora percorrido com a Vera e as mulheres que fazem parte deste círculo semanal, tem sido de enriquecimento profundo. Não só porque a Vera é detentora de um conhecimento vasto que é síntese de vários caminhos que lhe adivinhamos percorridos, mas também porque, com amor e sábia flexibilidade, nos tem possibilitado vivências e reflexões à medida que nos acompanhamos todas numa maravilhosa viagem de reencontro com a Grande Deusa Mãe e com a antiga tradição celta no vivenciar da roda dos ciclos da Mãe Terra e no que eles aportam à nossa vivência interior e grupal. Temo-nos sonhado na identificação com as Deusas, viajado pelo reino dos arquétipos, os de luz e os de sombra, temo-nos descoberto, por vezes na dor, outras no deslumbramento. Ritualizamos, conversamos, ouvimo-nos, cantamos, dançamos, circulamos, espiralamos, glorificamos o corpo, a mente e a alma.
No que me diz respeito, para além do já referido, não posso deixar de assinalar que tem sido também alavanca e motivação para resgatar aspetos da minha feminilidade completamente ignorados e desprezados no passado. Tenho-me desafiado no trabalho, tão feminino, de aprender fazer arte com as mãos, seja pintando, cosendo, moldando…
E, por último, mas de suma importância para mim, é também a oportunidade de fazer com a Vera e com este grupo a VIAGEM com que sonho há anos: a viagem à mítica AVALON. 
Irene. Sacerdotisa de Afrodite, formadora de Tantra, autora.
 
Para mim é um privilégio participar neste círculo de mulheres liderado pela Vera e por ela criado com a sua sabedoria imensa e multidisciplinar.
Através deste círculo sinto a oportunidade de crescer semanalmente como Ser e como Mulher, abraçando e integrando todos os meus aspetos de Luz e Sombra, Feminino e Masculino, Corpo e Espírito procurando a inteireza do meu SER. Através da expressão do corpo, da Alma, da criatividade e da celebração, esta tem sido uma viagem semanal profunda de individuação que nos permite conectar com a dimensão do Sagrado Feminino e da psicologia das Deusas como forma de auto-conhecimento, transmutando inevitavelmente a forma de nos expressarmos no mundo: mais inteiras.
Vim para esta formação já com algum percurso de auto-conhecimento, mas de facto esta conexão com a expressão do corpo e do Feminino, através da Vera e com o apoio da maravilhosas Mulheres do círculo, permite-nos aceder e curar aspetos muito mais profundos, libertando-nos e tornando-nos Mulheres mais completas. É seguramente uma viagem inesquecível.
 
Mónica A. Designer, 39 anos
 
 
É com fabuloso entusiasmo e alegria, que testemunho a minha experiência, desde que iniciei o curso de Feminitude Consciente. Descrevo-o como uma aventura mutuamente mística e mágica em que as dificuldades/desafios do quotidiano se transformam em ferramentas para o meu crescimento pessoal…e é incrível verificar/sentir as minhas mudanças internas: a aceitação da minha natureza feminina que até á pouco tempo era completamente rejeitada (eu dizia a todos, que queria ser um homem e estava sempre a comparar-me aos homens)… a confiança em mim e nas minhas capacidades, a valorização dos meus sonhos e projetos, o desenvolvimento/valorização da minha intuição, a descoberta do meu poder feminino e o resgate da minha deusa interna… é fantástico ver como tudo isto depois se reflete nas minhas relações quotidianas, em casa, no trabalho, nas amizades, na rua…
E semanalmente, aguardo entusiasmada, por cada nova sessão, pois sei que será sempre algo novo que irei integrar em mim…
 
Quando iniciei este curso, confesso que não imaginava o poder de transformação que teria em mim…sendo on-line.
Mas de facto, isso permite-me encurtar as distâncias e dedicar-me ao meu ritmo e consoante o meu tempo disponível. E verifico como as coisas fluem no momento certo…ganho cada vez mais confiança, no processo natural da vida e na minha jornada! De facto, quando comecei a sentir necessidade de valorizar o meu lado feminino e do mostrar ao mundo exterior; não sabia como o fazer e eis quando soube da existência deste curso. No momento exato, tenho vindo a  transformar o meu dia-a-dia e o meu lado feminino, integrando-o e vivenciando-o, ao melhor da minha capacidade e conhecimento, em cada momento. Sinto que agora, sou mais eu, mais feminina, intuitiva, fraterna, transparente e o curso tem-me proporcionado toda essa transformação. E o apoio, carinho constantes da Vera, têm sido fundamentais para o sucesso dos meus resultados.
 
Recomendo este curso a todas as mulheres, que tal como eu, procuram ser mais plenas, mais femininas, mais felizes…pois o curso leva-nos a dar o melhor em nós, numa conjuntura de partilha, verdade, amizade, companheirismo, digna de verdadeiras deusas, que acredito que somos.
 
Grata querida Vera, por criares este curso, pelo teu exemplo, carinho e dedicação.
Grata á Deusa, que diariamente integro e reconheço.
Grata á Vida, por esta maravilhosa jornada, que recentemente ganhou sentido para mim e agora valorizo. 
Com amor, por todas e para todas,
Marina R., 37 anos, Comercial, Facilitadora Método Louise Hay
  
Esta formação da Feminitude Consciente e do Sagrado Feminino tem sido uma viagem de constante descoberta. Tem sido muito enriquecedora na medida em que me tem mostrado dimensões e aspetos da mulher nunca antes imaginadas. Através desta viagem tem sido possível conhecer-me melhor, perdoar-me e estar mais pacificada com o meu papel de mulher e mãe.
LS.Major Força Aérea.
 
Gosto do grupo, de dançar,
de rir, de partilhar, do sagrado, do profundo, da entrega, do
acolhimento dumas mulheres para com as outras… da nutrição, do
círculo. Isso do círculo. Somos um círculo, dentro dum círculo, sem
princípio nem final….de mulheres juntas num círculo. É muito simples,
parece simples e se pensar tão curador, tão poderoso, e tão feliz ao
mesmo tempo. Barbara RD Contadora de Histórias, Coach, Formadora.
 
Quando iniciei o Curso da Feminitude Consciente e do Sagrado Feminino encontrava-me num processo de descrédito total do Meu Eu.
Esta caminhada tem sido promissora. Estamos perante um grupo muito diferenciado nas suas experiências e no seu percurso de Vida, sendo que as energias que recebemos do Coletivo, bem como os conhecimentos obtidos, são de tal forma gratificantes que só nos podem fazer evoluir. Obrigada a todas pelo vosso contributo na minha evolução como MULHER, e na redescoberta do meu EU FEMININO. 
Helena C., Gerente Companhia Seguros, 48 anos.
 
O mergulho em Nós permite o resgate de partes perdidas e esquecidas de nós mesmas. Do encontro delas e com elas reconstruímos o nosso Eu, esse Eu que Co-cria e se Manifesta em sincronia com os Ciclos da Mãe Terra, com os Ciclos dentro do Ciclo do Infinito Cosmos! 
Profunda gratidão pela Sabedoria, Humildade, Generosidade e Amor com que a Vera acompanha atentamente, cada um dos nossos passos neste caminho de encontro à Plenitude e Completude do Feminino.
Com Amor e gratidão
Sylvia F. Coordenadora de Círculos de Mulheres.

 MAIS INFORMAÇÃO SOBRE O CURSO, LEIA POR FAVOR NO SITE:  http://www.verafarialeal.com.pt/formacao-de-facilitadoras-da-feminitude-consciente-e-sacerdotisas-do-sagrado-feminino/

 Este Curso é sobre colocar em prática o MANIFESTO DA ALMA FEMININA que criei e que abaixo vos ofereço:
deusa_logotipo 

A MULHER PRECISA APRENDER A:
– Aceitar a aventura de ir mais profundamente nas sombras e abismos interiores para descobrir a Luz prateada da sua Alma através da sua própria matéria.
– Dar à Luz a sua Alma-Core a partir da sua matéria-Mãe, restaurando a unidade perdida do corpo/alma e despertando uma nova consciência psicológica, suficientemente confiante e flexível para permitir que a Vida a transforme (sem consciência, o desespero e a depressão fazem um festim nas dobras da Alma enclausurada).
– Manter a tensão criativa na sua Vida o tempo certo para conquistar uma “circunferência mais larga” ou a solução mais criativa para um problema.
– Aprender em Si, a entrar no coração do Mistério. Nesse lugar da Deusa, a mulher já sabe que a Vida-Morte-Vida é eterna; a bela flor morre mas se a semente-bolbo tiver descanso e escuridão, voltará a dar à luz uma nova flor na próxima primavera.
— A reconhecer o seu valor, para poder ir e vir sem medo de perder ou de separação. A saber que é amada por ser quem É.
– Para se tornar inteiramente mulher, precisa confiar na dignidade da sua Alma e na criatividade da sua imaginação.
– Coragem para saber estar só consigo mesma e usar a “pluma branca” da liberdade, a marca das heroínas.
-Deixar de viver como uma atriz que atua para agradar aos outros, e aprender a viver a partir das suas próprias necessidades e sentimentos, enraizada na verdade dos seus músculos e ossos, (caso contrário será vitima da sociedade aditiva e alienada). Viver escondida atrás de máscaras mata a Alma (e a Vida).
– A saber denunciar a voz sabotadora do seu animus negativo, o seu taliban interno, que quer sempre que seja perfeita, trabalhe sempre mais, tudo mais, mais, mais… que lhe exige desumanamente que consiga ininterruptamente os PPFF: prestigio, poder, fama e fortuna. A saber escolher e nutrir um sentido de harmonia profunda com a Vida e o Cosmos, fonte da verdadeira felicidade. A reconhecer e transformar num novo EU, o vazio interno que move a busca exterior por mais….
– A aceitar a beleza madura do Outono, pois só ligada à Alma saberá envelhecer comsabedoria, entrega e desapego, e um dia também contemplar a dignidade da morte.  
A Amar-se si mesma, para que o seu amor pelos outros deixe de ser uma projeção da sua própria necessidade de ser aceite. Conhecer-se para renascer e poder dizer: EU SOU!
 
-A ser suficientemente consciente para colocar as questões certas. A ser paciente face às questões por responder, que aguardam no seu coração. A chave, está em amar as perguntas, como livros escritos numa língua estrangeira. As respostas ser-lhe-ão reveladas só quando a mulher estiver pronta para as viver – INTEGRALMENTE. Então, aprende a viver as perguntas no AGORA e um dia, viverá através das respostas.
– A saber que conhecer a liberdade é subir todos os degraus até ao último e então, quando já não houver mais chão, saltar! O conhecimento da liberdade é a experiência desse salto!
– A busca por um sentido leva a Mulher à procura da sua História interior. Pela necessidade interna, torna-se uma criadora, uma fazedora da Alma. Ela é então compelida, de dentro para fora, a relacionar-se com a sua imaginação criativa e a sua feminilidade terrena.– Contactar e desenvolver valores femininos, entre os quais as sete artes esquecidas das antigas cortesãs, as virtudes femininas da graça, charme, empatia, intuição, jovialidade, beleza e expressão artística.
– A aprofundar a essência feminina para se tornar mais viva, sentindo mais, torna-se mais afinada com a sua intuição e sensibilidade, libertando-se de antigas camadas deemoções reprimidas que enfraquecem e adoecem o corpo-alma.
– É a pura energia feminina que permite à mulher apaixonar-se por si, pelo seu corpo-alma; não possuída, sem nada querer possuir, tal Mulher vive a sua força na sua vulnerabilidade perante a vida e o amor. Na maior vulnerabilidade esconde-se a maior força.
 
Vera Faria Leal. Todos os direitos reservados.  

Artigos relacionados: