Excerto da palestra de Vera Faria Leal no I Congresso Internacional da Mente e Lei da Atração. Tema: ALQUIMIA DA FELICIDADE E MÉTODO LOUISE HAY: seja a pessoa que nasceu para Ser! nascemos para cumprir o nosso projeto de vida, fonte da verdadeira felicidade. Cada um de nós contém em si as chaves para realizar essa missão.” Vera FL
 
É com muita alegria que partilho convosco algumas chaves sobre este fascinante tema, que desenvolvo nos meus livros: ALQUIMIA DA FELICIDADE, O PODER DO AMOR E A MISSÃO DA SUA VIDA e DVD O SEGREDO PARA ALÉM DE O SEGREDO:

baaner todos livros

A palestra completa é passada online no domingo 24/7, no Brasil às 18h00, em Portugal às 22h00. Pode ver um excerto da mesma em https://www.youtube.com/watch?v=XDQYT5EwV1M 
vera no video promociaonl
Pode inscrever-se gratuitamente no link: http://brilhodavida.klickpages.com.br/inscricaocongressomla

Fico feliz por este Congresso contar com várias ex alunas minhas, fantásticas Hay Teachers portuguesas e brasileiras, que estão a passar a mensagem da consciência para o mundo! Agradeço à Gisela Mendonça, mentora do projeto, a gentileza do convite. Abaixo constam alguns excertos do meu livro ALQUIMIA DA FELICIDADE.
Abraço do coração,
Vera

“A Lei da Atração
Postula basicamente o seguinte: O semelhante atrai o semelhante. De acordo com a Lei Universal da Atração o universo quer para nós, o que nós queremos para nós próprios. Ou seja, o universo respeita a nossa consciência e o que o seu nível evolutivo atrai. Recebemos o que damos porque damos a nós mesmos. O que fazemos, fazemos a nós mesmos. A Vida trata-nos como nos tratamos a nós mesmos (consciente e inconscientemente). Atraímos na vida, as pessoas, oportunidades e circunstancias que “vibram” com o nosso nível de consciência…
…Autoestima é saber que tens tudo o que necessitas para fazeres a diferença na tua vida; não precisas de ser outra pessoa, apenas precisas de aprender a ser fiel a ti mesmo, à tua verdade essencial, aquela que tu ouves por vezes nos momentos de maior quietude, prazer ou inspiração. Tu és único na história da criação. A única forma de honrares integralmente a tua singularidade é assumires todo o teu ser e trazeres ao mundo o teu melhor sabendo que, no teu desfrute e felicidade estão contidos também, a alegria, a partilha e a gratidão dos outros…  

  …Auto-estima é ires para além dos estereótipos sociais sempre irreais, dos padrões de beleza criados artificialmente por uma minoria que distorce o verdadeiro sentido do que é o sublime e o belo na experiência de ser homem e mulher, e que é patrocinada nessa distorção por poderes económicos que visam, naturalmente, apenas o lucro. Sabemos que, em todas as épocas tem havido a pretensão de definir o que é a feminilidade ou a masculinidade criando um espartilho de características físicas e psíquicas que compõem o figurino desejado. Sair dele tem correspondido, globalmente, a abdicar de uma valorização social e sofrer as consequências de não pertencer aos privilegiados. Acontece que chegámos a um tempo em que todos os indicadores – políticos, sociais, económicos, espirituais – apontam para a necessidade de novos valores e paradigmas e as nossas sociedades em mudança requerem que cada um de nós se saiba reinventar, actualizando o seu potencial e as suas crenças para este novo e estimulante tempo de desafios ímpares para o ser humano. Uma poderosa ferramenta para a nossa transformação pessoal é a consciência de que somos únicos e que ninguém pode substituir o que temos para dar ao mundo…

…Como mudamos a nossa auto-imagem? Controlando o nosso diálogo interior. Somos quem somos devido ao modo como temos falado connosco em cada dia da nossa vida. Precisamos aprender a usar o diálogo interior deliberada e sistematicamente para criarmos o nosso novo eu!… Eliminando gradualmente as coisas negativas que dizemos sobre nós mesmos, sobre os outros e sobre as nossas circunstâncias… Escolhendo concentrar a nossa energia na construção de uma vida cheia de sentido e realização, dedicando-nos a desenvolver o nosso potencial e talentos…. Deixar de pensar pequeno e deixar para trás o: sempre foi assim; não consigo fazer melhor, não tenho as mesmas oportunidades; etc. As proteínas do nosso cérebro são iguais às do cérebro de Einstein! A diferença está na forma como o usamos.


Chaves de Prosperidade:
 
Determinar objectivos: para desenvolver as nossas múltiplas potencialidades, é importante ter objectivos. Sem objectivos definhamos gradualmente. Eles são uma parte tão necessária da nossa natureza que, se não os definirmos, outras pessoas ou as circunstâncias vão defini-los por nós.

  • Apoiar os outros e celebrar os seus êxitos.A disciplina. A disciplina como a observância do melhor que podemos dar à vida, para alcançarmos o melhor que podemos vir a ser! A disciplina como expressão da Lei do Ritmo, que nos ensina o valor inestimável da constância na construção dos nossos sonhos.
  • – Liberta-te da necessidade de manteres dificuldades e escassez, por vias das crenças limitadoras.
  • Permite que outros entrem na tua vida e que te amem.
  • Desenvolve a tua intuição e a escuta de ti mesmo. Assim também compreenderás melhor os outros.
  • Transforma os pensamentos negativos acerca de ti, em afirmações positivas!
  • Faz das pedras no caminho, degraus para a auto-superação.
 …Quando abrimos o coração, torna-se gradualmente mais fácil perdoar, libertar serenamente o passado e permitir que os outros também se transformem. Abrir o coração não significa ser crédulo, imaturo, ingénuo, mole ou piegas. Significa tornarmo-nos mais completos e fortes porque decidimos aprender com o que sentimos em vez de reprimir as emoções e sofrer as danosas consequências, o que é precioso em tempos mais complexos e desafiantes. Significa ampliar o nosso poder e influência pessoais pelo facto de nos tornarmos mais autênticos e auto respeitadores. Significa aumentar a nossa inteligência emocional produzindo novas oportunidades nas nossas relações em geral e uma satisfação muito mais plena, com a vida. É aumentar a nossa auto-estima porque temos uma maior intimidade connosco mesmos e estamos mais presentes para nos apoiar em qualquer circunstância. É incrementar a nossa qualidade vibratória pela integração da ressonância do Amor, de forma a que possamos estar mais presentes no agora, que é a forma mais realizada de viver.”…
Vera Faria Leal