Ciclo de 9 cerimónias e rituais do Sagrado Feminino

Com Vera Faria Leal, Cerimonialista da Deusa e Sister of Avalon

http://www.goddesstemple.co.uk/index.php?option=com_content&task=view&id=59&Itemid=99

E Margarida Neto, Hay Teacher, investigadora da Deusa

Abertos a mulheres e homens. Local: Centro New Freedom, R. do Centro Cultural, nr 10-3º andar, (Alvalade, Lisboa).

O PRIMEIRO É JÁ DIA 29 OUTUBRO!

Inscrições: VAGAS LIMITADAS: É NECESSÁRIO RESERVAR A PRESENÇA COM ANTECEDÊNCIA PARA neto.margarida@gmail.com

No caso de não poder estar presente e desejar adquirir os Fascículos com ampla informação e exercícios relativos a cada cerimónia/temática, envie pedido para o mesmo email.

Numa época em que a mudança de paradigma civilizacional requer que a sombra individual e colectiva seja integrada na sua polaridade feminina reprimida, é imperioso reabilitarmos o valores femininos na vida, no corpo, na alma e na forma de fazer politica, negociar e construir sociedade. Para podermos atravessar os medos, reabilitar a saúde psico-fisica, expandir a consciência da nossa verdadeira identidade e alcançar real felicidade, precisamos restabelecer as ligações ritual, arquetípica, cerimonial, psicológica, física e afectiva com os arquétipos do FEMININO, o cerne da Alma feminina na sua belíssima constelação de Deusas. 

Com a minha experiência com o sagrado Feminino, a psicologia do Feminino e os cerimoniais da Deusa das Sacerdotisas de Avalon, criei, com o apoio imprescindível da Margarida Neto, um conjunto de nove rituais, (quase) sempre na última segunda-feira de cada mês, em épocas fortemente potenciadoras de transformação, onde se trabalham os arquétipos femininos de acordo com a estação do ano, para melhor podermos integrar a sua energia nas nossas vidas. Quando nos refazemos a nós, refazemos o mundo e nos rituais refazemos a ordem interna mergulhando no profundo e emergindo com uma nova visão, orientação e sentido. Estas cerimónias acontecem no seio do meu Curso FEMINITUDE CONSCIENTE e nesta noite, abrimos o nosso grupo com o seu amor e beleza, a receber quem se queira juntar a nós com abertura de coração e sede de magia!

– Estas cerimónias/rituais são momentos mágico-miticos, onde as dimensões se fundem e os portais da consciência viajam desde o corpo, à alma e desta ao coração da Terra e ao coração da Estrela Mãe;

São rituais de purificação, transmutação e libertação de dores, bloqueios, e de integração da sombra do arquétipo mensal; conscientes do seu lado sombra e do seu lado luz, podemos auto consagrarmo-nos à sua totalidade, recuperando poder interior, clareza espiritual e potenciando cura emocional.

– São cerimónias lindíssimas com cânticos, danças e momentos em que o oráculo da Deusa é activado e a sua mensagem passada aos participantes,

– São encontros onde se capta e evoca a poética da Alma Feminina do Tempo, onde mulheres e homens são bem-vindos para comungar da mesma energia amorosa, clarividente, transformadora, e para imaginarmos juntos, o novo mythos, o novo mundo, na afirmação do novo Herói e da nova Heroína que somos.

Espero ver-vos lá!

Abraço de corpoalma,

Vera Teresa

CALENDÁRIO  DAS CERIMÓNIAS/RITUAIS :

Dia 29 Outubro: Lua Cheia de Escorpião/Touro. ARQUÉTIPO DA MÃE –A GRANDE DEUSA MÃE. DEUSAS DE TERRA. Curar a feridas das Mães e Filhas e esta grande cisão do feminino.

As mães querem ser reconhecidas; as filhas querem amor; as mães carregam as feridas da invisibilidade, e a raiva de “não existirem” para além do serviço prestado, da dependência opressora, e da dor da filha que um dia também foram. As filhas têm medo da mãe, seja esta a grande nutridora seja a grande devoradora, medo de sair de casa e cortar o cordão; medo de desafiar, medo de se desmembrarem ao partir. As mães querem “ser incluídas na agenda das filhas” e com elas “fazer sopa”, literal e simbolicamente, a sopa que nutre a alma. As filhas não querem “ser iguais às mães” até que percebem que as dores são as mesmas, pois o sofrimento não tem compartimentos de 1ª ou 2ª classe. As filhas querem “ser sofisticadas” e ultrapassar o medo e a revolta da sua criança; as mães sentem que “dão tudo” e ficam vazias, como uma casa desabitada. As mães querem “ser fortes” porque ninguém poderia aguentar com as suas dores, mas na sua vitimização estão sempre a mendigar amor. As filhas querem ser reconhecidas pela sua individualidade e ter muito sucesso, para depois, secretamente, o “carpirem” em vazio e desnutrição de alma, porque desconectadas com o feminino. Mães e filhas, precisam curar as suas feridas, enraizadas na cisão do feminino, e desbloquear o fluxo do amor.

É SOBRE ISTO QUE VAMOS RITUALIZAR; É ESTA CURA QUE URGE INTEGRAR!

 DIA  26 Novembro, LUA Cheia de  Sagitario-Gemeos

ARQUÉTIPO DA SHAMAN, AS DEUSAS ANCIÃS DE SABEDORIA Deusas Lunares. A Mulher selvagem.

 Dia 17 DEZEMBRO – YULE, O NASCIMENTO DA LUZ – ARQUÉTIPO DA SACERDOTIZA, VESTAL, DEUSAS DE AR, ESPIRITUALIDADE FEMININA.

 DIA 4 FEVEREIRO 2013, IMBOLC – ARQUÉTIPO DA DONZELA, DA MUSA, CRIATIVIDADE. DEUSAS VIRGENS.

 DIA 18 MARÇO 2913 – OSTARA –  ARQUÉTIPO DAS GUERREIRAS. DEUSAS DE FOGO. Enraizamento.

 DIA29 ABRIL BELTANE – ARQUÉTIPO DA AMANTE. DEUSAS DO AMOR E DA SEXUALIDADE SAGRADA.

 DIA  27 MAIO – ARQUÉTIPO DA SEREIA E DA NINFA.  DEUSAS DE AGUA. COMPAIXÃO, AFECTOS, SENSIBILIDADE.

 DIA 24 JUNHO – A DEUSA UNA, E TRIPLICE, ARQUETIPO DE TOTALIDADE A INTEGRAÇÃO DE TODAS AS DEUSAS. CASAMENTO MISTICO.

 Em Julho, em data a DESIGNAR: ARQUETIPO DA RAINHA, DEUSAS DA ABUNDANCIA, DA COLHEITA E DA MANIFESTAÇÃO.

 

Artigos relacionados: