Queridos Todos,

 No hemisfério norte, assinalamos hoje o equinócio da Primavera OSTARA, um tempo de celebração do renascimento na nossa vida, da beleza das flores simbolizando a alegria de viver e a maravilha da criação divina. Aehhh! No mito, a Deusa Perséfone regressa do submundo com o seu bebé, e reúne-se com Deméter, a deusa Mãe. Este reencontro de amor, simboliza algo muito mais profundo nos mistérios do Feminino: a mãe que soube deixar ir a sua filha, para esta poder ser penetrada pela Vida, iniciada nos mistérios da sexualidade sagrada, descobrir a sua própria individualidade (que o bebé representa) enraizada nos seus instintos bem despertos e num corpo plenamente habitado de mulher, despertar a sua relação com o seu masculino interno (animus), para poder ser penetrada pelo masculino maduro.

 As mães que não deixam as filhas ir, e as filhas que não cortam os seus cordões fusionais com as mães, transformam-se em infelizes caricaturas do feminino; jamais poderão ser renovadas pelas energias psíquicas; em vez de penetradas pela força vital, são violadas pelo seu masculino predador, os seus medos, ausências de amor, jogos de manipulação e de co-dependência. Em vez de viverem o principio do Amor, são possuídas pelo principio do poder sobre outrem. Isso acontece de forma pandémica nas nossas sociedades patriarcais cheias de sofrimento no feminino e no masculino. As sociedades patriarcais não são verdadeiramente masculinas, pois que o masculino autêntico é activo, orientado para o resultado/produto, criativo, yang, irradiante, respeitador profundo do feminino. O masculino que vivemos no patriarcado é uma paródia dramática desse masculino, onde a ausência do pólo Yin, receptivo, nutridor, gerou esta sociedade da guerra, do poder sobre outrem, do desrespeito pela vida, da ganância insaciável e do mito da perfeição que mata a condição humana.

 Eu faço a minha parte, para que a elevação das consciências traga cura profunda, redenção, e conversão ao PODER DO AMOR! Sei que você faz a sua, ao melhor da sua capacidade! Caminhemos juntos.

  Para compreender profundamente este processo absolutamente fundamental, venha aos nossos cursos e rituais!

 Feliz renascimento no hemisfério norte; feliz preparação para a interiorização no hemisfério sul (abraço imenso para os meus queridos no Brasil, com saudade bem portuguesa!)

 Vera Teresa

 CURSOS CRIADOS POR VERA FARIA LEAL

Mãe de fogo

 Em colaboração com a equipa da escola FEMINITUDE CONSCIENTE E SAGRADO FEMININO©

 

 Em LISBOA, SERÁ UM RITUAL DE 3 HORAS:

 DIA 25 MARÇO 2013 – Celebração de OSTARA –  ARQUÉTIPO DAS GUERREIRAS. AS DEUSAS DE FOGO (solares): Eostre, as celtas Artha, Grainne.

artha_SHE bEAR

 Venha celebrar Ostara, enraizar os nossos novos projectos e criações, desbloquear a alegria e a inocência do coração, afirmando a nossa vontade de amarmos mais e de nos abrimos a sermos mais amadas. Invocamos o elemento fogo: o fogo da mente, da inspiração, da acção temperada pela- paixão. O fogo do Carneiro, signo que agora consagra o inicio do ano astrológico. Vamos caminhar o labirinto, símbolo do sagrado feminino, potenciador do equilíbrio que o equinócio representa (entre as energias Yin e Yang). Invocamos as energias da GUERREIRA  em cada Mulher e consagramos o bastão de poder.

 Inscrições: VAGAS LIMITADAS: É NECESSÁRIO RESERVAR A PRESENÇA COM ANTECEDÊNCIA PARA neto.margarida@gmail.com

Local: Centro New Freedom. R. do Centro Cultural, nr 10 -3º. Lisboa.

Horário: 19H00-22H00. 

 No Porto, será um WORKSHOP de 7 horas:

DIA 13 MARÇO 2013 -10H00-18H00

Integrando a série de WORKSHOPS: NO CORAÇÃO DA DEUSA© – CURSOS DE INICIAÇÃO À PSICOLOGIA DAS MULHERES E AO SAGRADO FEMININO. Direitos Registados

Em parceria com o Espaço Portal e Filipa Ventura em Águas Santas, Maia. 

VAGAS LIMITADAS Inscrições: filipa.e.ventura@gmail.com

 

Artigos relacionados: